Recentemente fiz um curso de História da Moda e lá pelas últimas aulas discutimos sobre luxo. O que define o luxo? Basicamente, mas bem basicamente mesmo, luxo é aquilo que é raro, não necessariamente o que é caro. E raros hoje em dia não são apenas uma pedra preciosa X ou um carro Y. Silêncio, para muita gente, tornou-se artigo de luxo. Tempo é luxo. Assim como café no bule, fogão à lenha, cheiro de mato e pessoas de alma bonita. Enfim, periquitas, tive um final de semana repleto de pequenos luxos. Onde? Na fazenda de um casal de amigos dos meus pais, em Bragança Paulista. Dá uma olhada nas fotos e depois a gente conversa.

Um céu delicadamente nublado marcou os 2 dias

Ai, ai…

Copa e cozinha são interligadas pelo mesmo ladrilho hidráulico. Me emocionei com esse piso

Um autêntico bule de fazenda

Amo latas antigas e faço aniversário em 26/3

Não é bonito um pudim ainda na forma? (“forma” não tem mais acento. Um crime essa reforma ortográfica…)

Mangas colhidas minutos antes da foto

Outra lata antiga

Toalhas de mesa também me emocionam

A fazenda tem uma capela

Veja a capela por dentro

Detalhe da porta + piso

Lustre e vitral

Detalhe de uma parede

Esse é aquele recipiente para água benta, certo?

De volta à cozinha….

 

Mari Mari alimenta uma lenda local a respeito de mataburros

….