O apê que namorido e eu estamos comprando tem uns 30 anos. Tudo de bom. As paredes são de tijolo, os quartos são quartos de verdade. Vivem lá hoje um senhor viúvo muito do querido e seus dois filhos jovens. O apê tem armários embutidos em todos os cômodos – até nos banheiros. Daqueles antigos, parrudos, de madeira mesmo. Mas antiquados, pesados. Alguns serão removidos, outros talvez fiquem. Na cozinha, há armários também de madeira revestidos com fórmica por fora. Tipo esse da foto. Todos inteiros, com uma dobradiça ruim aqui, uma lasca na fórmica acolá. Também, poxa, 30 anos! Entre as 8.764.436,65 decisões que preciso tomar nos próximos 2 meses, uma delas é: jogo fora esses armários e compro uma cozinha planejada ou fico com eles e dou uma bela reformada? Só se toma uma decisão assim com números em mão, certo? Lá fomos namorido e eu, ontem à tarde, fazer um orçamento de cozinha planejada. Pedi um desenho com nicho debaixo da pia, uns armários em cima, gaveta de talheres e, na outra parede, apenas um tampo mais um nicho com 4 portas. Coisa básica, do material mais comunzinho. Sabe quando? VINTE MIL REAIS. Incluindo granito na pia, ok. Sem o granito, R$ 14.000. Puxadores cobrados à parte, diga-se. Diante da nossa cara de “no way”, a vendedora com franjinha emo começou uma desgastante negociação. Chama gerente, faz ligação, vai pra lá, vem pra cá. Aquele constrangimento. Só sei que, no fim das contas, o valor caiu para R$ 5.000 à vista (sem granito e sem puxadores). Ainda assim caro. Isso porque estamos falando em mdf, hein? Voltei pra casa pensando em ficar com os armários velhinhos e dar um belo trato neles. Chamo um marceneiro, troco as folhas de fórmica, troco as dobradiças e faço adaptações no desenho, que tal? Pensei até na questão da sustentabilidade. Se fico com esse antigo, um marceneiro terá trabalho, ganhará uma grana e menos lixo será gerado na cidade. Tudo bem que não vai rolar aquele gaveteiro de panelas nem aquele negócio de pendurar panos de prato. Questão de pensar no quanto isso me fará mais ou menos feliz. Bem, basicamente eu quero sua opinião. O que você faria no meu lugar?


Mari Mari tem aflição de franjas caindo no olho